• Alessandro Meiguins

10 soluções climáticas para o Brasil pós-coronavírus

O cientista Carlos Nobre destacou o que é preciso para salvar o clima – pelo Governo e pelas empresas – quando colocarmos o pé para fora da pandemia


Por Alessandro Meiguins :: Motion Graphic Marcos de Lima Júnior


“Precisamos ter muito mais ambição na redução de emissão de carbono, bem mais do que o nível de 43% assinado no Acordo de Paris”, diz o cientista Carlos Nobre. A razão para isso vem do impacto causado e pelas lições aprendidas com a pandemia do coronavírus: “apesar da crise climática ser temporalmente diferente [ela demora a acontecer e a demonstrar seus problemas], seu risco é muito maior para todos nós”. O cientista falou por mais de uma hora para mais de 400 participantes, entre jornalistas, empresários, professores e estudantes, em webinar promovido pelo Pacto Global, com parceria do Ecoa, do UOL.


Nobre defende que nos preparemos e olhemos para o futuro de forma prática. E, assim que terminar a crise viral, que o Brasil invista em mudanças significativas para evitar o aquecimento global. Será isso ou sofrer um impacto muito maior do que o atual. “A vida nas cidades ficará insustentável se continuarmos poluindo”, diz Nobre. A seguir, veja o vídeo com as principais sugestões:


E leia aqui a lista das dez sugestões:


1. Ampliar a eletrificação* da frota de ônibus das principais cidades do país


2. Zerar o uso de energia gerada em usinas termelétricas**


3. Investir mais em energia renovável, em especial a eólica e a solar


4. Investir em alta tecnologia para alcançar uma agricultura de baixo carbono


5. Frear o desmatamento e conter a expansão da fronteira agrícola e pecuária


6. Diminuir o consumo de carne – mas manter uma alimentação rica em proteínas


7. Criar uma campanha intensa para reduzir a taxa de mortes no trânsito***


8. Se inspirar nos índices alcançados no isolamento e lutar para reduzir a poluição do ar


9. Criar um programa para gerar novos setores de industrialização no país****


10. Oferecer incentivos para a modernização do atual parque industrial * A eletrificação da frota de ônibus já existe, em pequena escala. Há linhas de ônibus elétricos em mais de uma dezena de cidades brasileiras e a fábrica deles, da empresa chinesa BYD, está em Campinas.


** Usina Termoelétrica é uma instalação industrial utilizada para a geração de energia elétrica. É movida a partir de produtos combustíveis como óleo diesel, gás natural, e carvão natural, entre outros. No Brasil, cerca de 50 usinas termelétricas estão espalhadas por vários estados. Geram cerca de 15 mil MW de energia (Megawatts), ou seja, 7,5% do total consumido no País. Suas emissões de gases de efeito estufa variam conforme o combustível mas costumam ser altas. Daí a importância de trocá-las por fontes renováveis. *** Em 2019 o Brasil ocupou o quinto lugar no ranking dos países com maiores índices de morte no trânsito, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), atrás apenas da Índia, China, EUA e Rússia. Segundo o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), cerca de 60% dos leitos hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) são preenchidos por acidentados. E os acidentes no trânsito resultam em custos anuais de R$ 52 bilhões (dados de 2018). **** "Não há país desenvolvido sem indústria", frisa Carlos Nobre.

Quem é Carlos Nobre

Um dos mais renomados meteorologistas do país e um dos cientistas brasileiros

mais conhecidos mundialmente, Carlos Nobre já recebeu muitas distinções e prêmios por sua contribuição ao clima, entre eles a Ordem Nacional do Mérito Científico no grau de comendador e a prestigiada Medalha Alexander von Humboldt, da União Europeia de Geociências. Formado pelo ITA - Instituto Tecnológico da Aeronáutica - tem grande bibliografia científica, de referência internacional. Foi um dos autores do Quarto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), pelo que recebeu, junto com a equipe envolvida, o Prêmio Nobel da Paz em 2007. Veja o webinar completo:

Agradecimentos: Pacto Global, Ecoa e Carlos Nobre.

Fervura:
Versão
Beta

fervura_baixa03.jpg

Notícias quentes da frente climática